Actividade 4 - (Pequeno Grupo) Filomena Marques-Maria Leal-Teresa Rafael-Pedro Teixeira


Objectivo - proporcionar uma análise, reflexão e discussão sobre as modalidades/estratégias, instrumentos e actividades que têm vindo a emergir na literatura sobre avaliação das aprendizagens em contextos de educação/formação online.


Competências a desenvolver:
- Definir e fundamentar diferentes modalidades, instrumentos e actividades de avaliação de aprendizagens em contexto online

Trabalho:


  • Apresentação de um PowerPoint sobre a abordagem do tema com base nos textos em estudo

Outro a propósito:




  • Discussão na turma


Re: E-Portefóliospor Luís Rodrigues - Sábado, 20 Fevereiro 2010, 14:27

Colegas,

Queria felicitar-vos pelo vosso trabalho! Gostei muito, mas também já ia predisposto para isso, por a temática da avaliação por portefólio, primeiro, e por e-portefólio agora, sempre me entusiasmou.
Gostei de ver a interligação que fizestes entre um e-portefólio e a aprendizagem ao longo da vida. Pessoalmente também sou da opinião de que o modo como o aluno 'arruma' a informação ao longo da leccionação vai potenciar, ou não, que ela seja recuperada e ampliada ao longo da vida. Aprender a aprender uma matéria mais importante, e mais difícil, do que ensinar umas 'coisas' para depois dizer num teste ou num trabalho e que depois se arruma no baú do esquecimento.
Realço a possibilidade de publicitar/publicar o produto da aprendizagem como um factor positivo, mas que precisa de ser regulamentado, em ordem a uma optimização das partilhas que se possam gerar.
A aprendizagem, ao ser centrada no aluno, e com os e-portefólios faz de cada aprendente responsável por si próprio, responsável pela sua aprendizagem. Isto gera, pelo menos em parte, alguma ansiedade e medos, como referis. Mas tenho a firme convicção de que um bom desenho instrucional resolverá, um bom contrato de aprendizagem, minimizam muito deste problema. Se aliarmos ainda um tutor próximo e atento, diria que é um problema ultrapassado.

Obrigado

Re: E-Portefóliospor Teresa Fernandes - Sábado, 20 Fevereiro 2010, 17:17

Boa tarde
Começo por felicitá-los pelo trabalho e pela ferramenta de publicação que nos apresentam.
Acho muito interessante as potencialidades da utilização de um portefólio em ensino, nomeadamente do e-portefólio.
A meu ver é uma técnica muito abrangente, no sentido em permite que desenvolver as capacidades de recolha, organização e selecção de informação, de partilha e de reflecção; permite integrar todo o trabalho do aluno ao longo do curso; ao estar disponível online "pode formar a base para a colaboração e interacção, comentando, revisionando e discutindo"; enquanto forma de avaliação, permite "desenvolver uma aprendizagem autónoma,independente e centrada no aluno".
Por experiência própria ao longo deste mestrado, um portefólio exige empenho; capacidade de selecção das actividades a colocar; organização dos posts de modo a que se perceba o evoluir do curso e o próprio progresso do aluno.
Teresa F

Re: E-Portefóliospor Maria de Lurdes Martins - Sábado, 20 Fevereiro 2010, 17:57

Parabéns pelo Vosso trabalho.
Gostei bastante da apresentação do pps, bem como da maneira como estruturaram as ideias fundamentais sobre as vantagens da utilização de e-portefólios, particularmente numa aprendizagem ao longo da vida. Também houve a preocupação de evidenciar que o e-portfótilo não é apenas uma nova expressão de portefólios tradicionais com um suporte digital, mas uma ferramenta essencial para a avaliação em cursos online.
Pode ter diferentes utilizações, desde o desenvolvimento, à apresentação e à avaliação, permite reformulação e utilização de diferentes ferramentas e formatos.
A apresentação destaca vantagens ao indicar a possibilidade de recolher, seleccionar, reflectir, projectar e partilhar, através da utilização de e-tecnologias e das suas enúmeras possibilidades.
O Vosso trabalho apresenta um estudo de caso centrado nos alunos e num curso centrado nos objectivos. É também de notar que algumas das conclusões apontadas se cruzam com as ideias surgidas noutros trabalhos. Os alunos evidenciam alguns contrangimentos decorrentes da necessidade de seleccionar os trabalhos a integrar nos e-portefólios, daí decorrendo alguma tensão e sobrecarga de trabalho. Assim, não será de estranhar que as actividades mais populares fossem as colaborativas, suportando uma aprendizagem que promove a acapacidade de aprender a aprender, ao longo da vida, “construindo” a independência e autonomia do aluno.
A nossa experiência neste mestrado vai ao encontro de muitas das ideias que o trabalho apresenta.
abs
Lurdes M.

Re: E-Portefóliospor Maria Leal - Domingo, 21 Fevereiro 2010, 11:43

Olá a todos
Queria começar por agradecer o vosso retorno ao nosso trabalho, em nome do grupo
sorriso
sorriso

sorriso

Pessoalmente, estou um pouco como o Luís, a temática do e-portefólio sempre me entusiasmou na avaliação em e-learning.

Mas gostava de destacar nesta fase de debate uma das características apontadas pelos alunos do estudo realizado no artigo: a função integradora que esta ferramenta de avaliação tem. O facto de se pedir um novo olhar ao percurso formativo, acaba por levar os formandos a perceber o "todo". Isto é importantíssimo em cursos baseados em actividades.

Um abraço,
Maria ||

Re: E-Portefóliospor Mónica Velosa - Domingo, 21 Fevereiro 2010, 15:46

Olá grupo "E-portefolianos" ;)

Parabéns por todo o trabalho desenvolvido, gostei da forma como relacionaram diferentes pontos da temática aqui estudada - E-portefólios.

Esta é uma temática de grande interessante para qualquer formador/professor. Na disciplina de Tecnologias da Informação e Comunicação, disciplina leccionada por mim na minha escola, faço sempre questão de desenvolver com os meus alunos um E-portefólios, com todo o trabalho e reflexões, desenvolvidos pelos alunos.

Um E-portefólios é visto por mim como um meio adequado para o processo de avaliação final, de toda a turma, em que os objectivos de aprendizagem são a base esse E-portefólios. Com a utilização deste tipo de actividade o aluno acaba por identificar e seleccionar informação; a sua auto-confiança para tomar decisões; autonomia na sua aprendizagem; afirmação do que aprendem ao longo das aulas;

Um e-portfólio é então a construção da independência, por parte do aluno, e capacidade de aprender a aprender, que são componentes necessárias para a aprendizagem ao longo da vida.

Mónica Velosa

Re: E-Portefóliospor José Carlos Figueiredo - Domingo, 21 Fevereiro 2010, 16:44

Olá
sorriso
sorriso



Parabéns pela vossa apresentação e pela forma que estruturaram as ideias chave.

A temática dos e-portfólios, é cada vez mais importante, não só para o EaD, como também para o ensino presencial, veja-se o exemplo da Mónica. Devo referir, que também eu utilizo com os meus alunos de Área de Projecto do 8º ano, o REPE (repositório de e-portfólios educativos).

Voltando à apresentação, não poderia deixar de destacar uma pequena parte, que considero extremamente importante, "Ao estar disponível electronicamente, os e-portfolios podem formar a base para a colaboração e interacção, comentando, re-visionando e discutindo.", de facto isto vem de encontro à transparência e cooperação de tanto temos falado na UC de PPEL.

José Carlos ||

e: E-Portefóliospor Filomena Henriques dos Marques - Segunda, 22 Fevereiro 2010, 12:48

Olá Maria de Lurdes,
Muito obrigada pela análise muito clara e sintética dos aspectos principais deste trabalho.
Relativamente à actividades colaborativas, Elena Barberá (2006) define como um dos três níveis de avaliação, a avaliação colaborativa, que se caracteriza-se pela existência de trabalhos e projectos que permitem a cooperação entre os alunos e o intercâmbio de conhecimentos/experiências, bem como a construção de um conhecimento colaborativo.
O e-portfolio apresenta a vantagem de regular a aprendizagem de acordo com os objectivos educacionais e os interesses pessoais/profissionais dos alunos, através da análise e reflexão das práticas educativas levadas a cabo pelos próprios alunos.
Um abraço,
Filomena Marques


Re: E-Portefóliospor Filomena Henriques dos Marques - Segunda, 22 Fevereiro 2010, 13:02

Olá Mónica,
Em primeiro lugar, espero que esteja tudo bem contigo e com a tua família. Só ontem é que tomei conhecimento da calamidade que atingiu a Madeira, pois estive em Espanha.
A avaliação formativa deve ser entendida como uma prática complementar à avaliação sumativa e deverá permitir o feedback contínuo e permanente, de forma a permitir a recuperação do estudante que demonstre mais dificuldade no alcance de um ou mais objectivos da aprendizagem. Segundo Perrenoud, a avaliação formativa pode ser entendida como “toda prática de avaliação contínua que pretenda melhorar as aprendizagens em curso, contribuindo para o acompanhamento e orientação dos alunos durante todo seu processo de formação".
Também concordo que o e-portfolio possa ser utilizado como um instrumento de avaliação final. Tavez um dia encontremos um artigo elaborado pela Mónica com um estudo de caso sobre a aplicação de e-portfolios na disciplina das TIC.
grandesorriso
grandesorriso

Um abraço,
Filomena Marques


Re: E-Portefóliospor Filomena Henriques dos Marques - Segunda, 22 Fevereiro 2010, 13:06

Olá José Figueiredo,
Concordo em absoluto, pois o e-portfolio vai de encontro aos pressupostos da aprendizagem online num ambiente de cooperação.
sorriso
sorriso

É importante que os trabalhos realizados sejam partilhados e avaliados no grupo. Os alunos podem inclusive melhorar os seus trabalhos através dos comentários de outros colegas, pelo que devem publicar continuamente os trabalhos na rede (Fagundes et al., 1999).

Um abraço,
Filomena Marques

Re: E-Portefólios / objectos de aprendizagem por Filomena Henriques dos Marques - Segunda, 22 Fevereiro 2010, 13:19

Olá Rosalina,
Em nome dos colegas deste grupo, agradeço a participação de vós todos, pois todos contribuiram imenso para uma melhor compreensão da utilidade do e-portfolio como facilitador da aprendizagem e metodologia de avaliação, quer qualitativa, quer quantitativa.
Acho muito interessante (e ambicioso) a analogia que a Rosalina apresentou entre os dois trabalhos de grupo, pois constitui uma mais valia para as reflexões que tiramos da análise dos nossos trabalhos.
Nos cursos online, encontramos frequentemente técnicas de avaliação aplicadas à participação assíncrona dos estudantes, nomeadamente, Portfólios digitais, Fóruns de discussões, Wikis, Blogues, , Podcast, entre outros. Mais raramente, são utilizadas técnicas de avaliação aplicadas à participação em sessões síncronas, como por exemplo, Chat, Conferência e Second Life.
Efectivamente, estas ferramentas de comunicação electrónica permitem uma re-análise dos trabalhos ao longo do tempo e permite-nos amadurecer e solificar os nossos conhecimentos.
Um abraço,
Filomena Marques


Re: E-Portefólios / objectos de aprendizagem por Filomena Henriques dos Marques - Segunda, 22 Fevereiro 2010, 17:19

external image pdf.gif 1.PortfolioAPPI04.pdf
Boa-tarde colegas,
Caso queiram aprofundar mais sobre a utilização do portfolio como instrumento de avaliação, envio em baixo o link para os seguintes artigos:
Utilização do Portfolio na Avaliação do Ensino a Distância
Nelly Moulin
http://www2.abed.org.br/visualizaDocumento.asp?Documento_ID=90
Avaliação de competências com portfolio
Ana Paula Silva
http://www.proformar.org/revista/edicao_20/ava_comp_portfolio.pdf
AUTO-AVALIAÇÃO E PORTFOLIO
Afonso José Álvares da Silva e Paulo Menezes
http://www.sbf1.sbfisica.org.br/eventos/snef/xvi/cd/resumos/T0324-1.pdf
Contribuições do Portfólio para a avaliação do aluno universitário
VÂNIA MARIA DE OLIVEIRA VIEIRA
CLARILZA PRADO SOUSA
http://www.fcc.org.br/pesquisa/publicacoes/eae/arquivos/1491/1491.pdf
Envio também em anexo uma apresentação sobre o mesmo tema que me pareceu útil, pois fala das vantagens, desvantagens, implementação do portfólio, critérios de avaliação, etc.
Uma boa semana.
Filomena Marques

Re: E-Portefólios / objectos de aprendizagem por Filomena Henriques dos Marques - Segunda, 22 Fevereiro 2010, 17:24

Olá Rosalina e Luís,

No enquadramento das vossas ideias, estava-me a esquecer de referir que o portfólio também poderá ser utilizado como instrumento de auto-avaliação pois possui características que propiciam o desenvolvimento da independência do aluno em relação ao professor-tutor, fomentam a pró-atividade e a responsabilidade pela sua aprendizagem.


Filomena Marques


Re: E-Portefóliospor Paulo Simões - Segunda, 22 Fevereiro 2010, 21:40

Olá Filomena, Maria, Teresa R. e Pedro,

Este é um tema apaixonante e que julgo nos próximos anos vai ser ponto fulcral na relação que vocês apontam, e muito bem, da construção do percurso formativo ao longo da vida.
A aprendizagem ao longo da vida, nomeadamente a aprendizagem informal, tem-me entusiasmado nos últimos tempos e a visão que apresentam da utilização dos portfólios fez-me reflectir em mais algumas das suas potencialidades.

No entanto, uma questão me sobressalta sempre que falamos em portfólios e neste caso e-portfólios.
Estaremos preparados para trilhar este novo caminho?
pensativo
pensativo

Nós adultos aprendentes, como o devemos fazer ?
tímido
tímido

Não será o processo reflexivo o de maior complexidade e como tal o de maior dificuldade de implementação?
morto
morto


Não posso deixar de referenciar para terminar a conclusão do vosso trabalho: "o e-portfólio constrói independência e capacidade de aprender a prender, que são componentes essenciais para a aprendizagem ao longo da vida".
Perfeito...
aprovador
aprovador


Paulo Simões

Re: E-Portefóliospor Teresa Rafael - Segunda, 22 Fevereiro 2010, 23:04

OLá Paulo

"No entanto, uma questão me sobressalta sempre que falamos em portfólios e neste caso e-portfólios.
Estaremos preparados para trilhar este novo caminho?
pensativo
pensativo

Nós adultos aprendentes, como o devemos fazer ?
tímido
tímido

Não será o processo reflexivo o de maior complexidade e como tal o de maior dificuldade de implementação?
morto
morto
"

Preparados não sei se estaremos, mas estamos a trilhar caminho e, como sempre, a aprender com os erros, quedas e tropeções.
O E-learning, tal como o concebemos actualmente, é algo muito novo e sobretudo em permanente construção. Hoje é o portefólio que qualificamos como uma das melhores soluções para toda uma série de situações mais ou menos problemáticas, amanhã será outra coisa qualquer. O que interessa, a meu ver é o caminho e o seu percurso. Mais ainda é a forma como nos posicionamos nesse mesmo caminho e nos seu trilhar. Tal como a tecnologia evolui e se aperfeiçoa, também nós temos que ir cada vez mais a aperfeiçoados abraçar o nosso caminho; aquele que percorremos e " perfilhamos/advogamos/ acreditamos ", como o melhor.
Com isto quero dizer que só alguém "adulto" e responsável, só alguém com um cada vez maior espírito cívico, consegue acompanhar estas "estradas" ( algo solitárias e por isso mesmo reflexivas) e percorrê-las com tranquilidade , sem atropelos e com a certeza de não haver certezas. Tendo sobretudo em conta que com com um passo de cada vez se/vai aperfeiçoando o caminho que se traça/ nos é traçado/ traçamos.

E como diria o "outro" : " só sei que nada sei..."

PS: Sei, no entanto que a aprendizagem ao longo da vida é o futuro . Já nos apanha um pouco, mas a rapidez da viagem pela cada vez mais " alucinante" vida/evolução aponta para que a efemeridade (cujo sentido não é necessariamente negativo) será palavra de ordem: daqui para a frente não se ouvirá dizer ...já estudei, já sei, já aprendi, mas sim já sei isto mas ainda não aprendi aquilo. O isto poderá ser o portefólio visível/feito o aquilo o(s) portefólio(s) em construção/ a fazer em ALV.

Teresa Rafael

Re: E-Portefóliospor Mónica Velosa - Segunda, 22 Fevereiro 2010, 22:48

Olá Filomena,

Quem sabe um dia não faço isso mesmo;). Acho que seria um estudo de caso muito interessante e uma mais valia para todos os professores da área da informática e não só.

Estou completamente de acordo com o Perrenoud, a avaliação formativa deve ser entendida como “toda prática de avaliação contínua que pretenda melhorar as aprendizagens em curso, contribuindo para o acompanhamento e orientação dos alunos durante todo seu processo de formação".

O E-Portefólios vem contribuir para essa avaliação continua. É da responsabilidade do aluno construir, ao longo de todo o curso, o seu próprio E-Portefólio. Cabe ao professor orientar o aluno ao longo de todo o percurso e avaliar os e-portfolios com base nos critérios estabelecidos no inicio do ano lectivo.

Cada vez que verificar o E-Portefólio dos seus alunos este deve dar a conhecer aos alunos a avaliação efectuada e a ajudar a resolver os problemas que vão surgindo.

Cada vez mais, os professores utilizam os blogs, ou como “recurso pedagógico” ou como “estratégia pedagógica”. Enquanto "recurso pedagógico" são utilizados como um espaço de acesso a informação especializada ou um espaço de disponibilização de informação por parte do professor. Enquanto “estratégia pedagógica” os blogs podem assumir a forma de um: E-portefólio, espaço de intercâmbio e colaboração, espaço de debate – role playing ou espaço de integração. Será neste E-portfolio que os alunos vão colocar um conjunto organizado e devidamente estruturado de trabalhos que são produzidos pelos alunos ao longo de um determinado período. Desta forma o aluno tem a oportunidade de mostrar as suas verdadeiras capacidades e a sua responsabilidade na realização dos seus trabalhos, procurando evidenciar as diversas componentes do seu percurso escolar e a sua crescente autonomia.

Mónica Velosa

Re: E-Portefóliospor Teresa Rafael - Segunda, 22 Fevereiro 2010, 23:29

OLá Mónica

"O E-Portefólios vem contribuir para essa avaliação continua. É da responsabilidade do aluno construir, ao longo de todo o curso, o seu próprio E-Portefólio. Cabe ao professor orientar o aluno ao longo de todo o percurso e avaliar os e-portfolios com base nos critérios estabelecidos no inicio do ano lectivo.
"

Apesar do texto em que nos baseámos para fazer este trabalho apontar o portefólio como um " muito bom instrumento" sobretudo de avaliação, estou convicta de que o é apenas por enquanto(e aninda bem) .Atendendo por exemplo à evolução(portefólio-e-portefólio), estou em crer que daqui a algum tempo se manterá apenas a filosofia que lhe está subjacente e que tem por base o desejo de qualquer professor/formador: ensinar e avaliar o aprendente da forma mais correcta e eficiente.A avaliação contínua parece ser desde há alguns anos a esta parte o tipo de avaliação que dá melhores resultados.O portefólio, em tempos restrito ao uso de certos cursos" mais visuais" constituia também para o estudante um atractico que o faxzia " esmerar-se/ aperfeiçoar-se" mais na siua elaboração. O EAD, ao recuperar este instrumento de trabalho, (porque é também disso que se trata), promoveu também a qualidade e o gosto do aprendente por apresentar mais, melhor e sobretudo de forma mais inovadora. Como podemos ver através do estudo de caso que apresentámos no nosso PPt, uma das maiores dificuldades apontadas pelos estudantes foi precisamente o quererem apresentar todos os LO que lhes eram propostos e o serem confrontados com a impossibilidade de o fazerem.
A meu ver, e penso que aqui poderei falar pelo grupo, a maior vantagem do uso do portefólio em educação/formação é/ será precisamente o facto de proporcionar/provocar o desejo do aprendente se superar constantemente em termos qualitativos e de o próprio professor/formador, ao buscar, também ele, práticas inovadoras estar a criar constantes estímulos positivos nomeadamente de inovação.
E o que é engraçado é que, sem que praticamente nada seja imposto a professor ou a aluno ambos acabam por se envolver em algo que no final se afasta (qualitativamente e por vezes quantitativamente) muito do que traçaram inicialmente do contrato estabelecido no inicio do ano lectivo.

Teresa Rafael

Re: E-Portefóliospor Teresa Rafael - Segunda, 22 Fevereiro 2010, 23:39

Olá José Carlos

Mais uma vez volto à carga: numa época em que cada vez menos o professor é um dos únicos detentores do saber que aliás, cada vez tem menos tempo de vida para ser detido por muito tempo...) o portefólio, disponível e portanto "transparente" faz cada vez mais sentido. Hoje o nosso trabalho já não se esconde do outro... o trabalho do outro e o nosso constituem-se instrumentos de saber que permitem não só a aprendizagem como proporcionam "o passo seguinte" que não foi dado ainda por aquele aprendente porque estava ocupado em dar aquele passo que originou o seguinte. Hoje aprende-se/apreende-se colaborativamente: cada um contribui com a parte do percurso que é oportuna, que lhe é permitida pelo seu posicionamento do momento. A visibilidade do e-portefólio constitui (para o momento) uma grande mais-valia nesse sentido.

Teresa Rafael

Re: E-Portefóliospor Filomena Henriques dos Marques - Terça, 23 Fevereiro 2010, 00:03

Olá Paulo,
Não me vou alongar na resposta, pois a minha colega Teresa Rafael já teceu um excelente comentário sobre a tua análise/reflexão.
Sobre a questão muito pertinente que colocaste, encontrei um artigo sobre um estudo de caso relativamente à utilização de e-portfólios no curso de Engenharia Civil na Universidade do Porto e qual o papel dos professores e alunos.
Transcrevi em baixo um excerto desse mesmo artigo:
"It was evident that this kind of work will require from students a lot of time, hard work and dedication. From teachers it will require a lot of time, capacity of guidance and adapted methods of teaching and learning."
http://portobologna.up.pt/documents/BS_Porto_OP22_ASoeiro_20080819_Abstract.pdf
Um abraço,
Filomena Marques

Re: E-Portefóliospor Maria de Lurdes Martins - Terça, 23 Fevereiro 2010, 17:18

Boa tarde:
Aproveito para deixar aqui uma outra vertente relativa à avaliação em contexto online e ao uso dos e-portefólios: no EaD, é importante diversificar os meios, os momentos, as fontes e instrumentos de avaliação, pois constituem uma forma de cruzar informação, de construir o perfil do aprendente, tornando o processo mais claro e fiável.
Maria João Gomes, em “Contextos e Práticas de Avaliação em Educação Online” , por exemplo, aborda esta problemática fazendo referência à questão da verificação da identidade do sujeito avaliado. Actualmente, dispomos de tecnologia que permite concretizar situações de avaliação similares à avaliação "face a face", mesmo sem contacto presencial tutor/aluno. Também nesta perspectiva, os portefólios permitem agregar meios diversos e possibilitam, ao professor, um maior e melhor conhecimento do aluno. Como já se referiu, significa também uma sobrecarga de trabalho para o professor e para o aluno.
abs
Lurdes M.
Recursos:
BARBERÀ, E. (2006) “Aportaciones de la tecnología a la e-Evaluación”. RED. Revista de Educación a Distancia, Año V. Número monográfico VI. http://www.um.es/ead/red/M6/
PRIMO, Alex (2006) "Avaliação em processos de educação problematizadora online". In: Marco Silva; Edméa Santos. (Org.). Avaliação da aprendizagem em educação online. São Paulo: Loyola, v. , p. 38-49. http://www6.ufrgs.br/limc/PDFs/EAD5.pdf



Re: E-Portefóliospor Luís Rodrigues - Sábado, 20 Fevereiro 2010, 14:27

Colegas,

Queria felicitar-vos pelo vosso trabalho! Gostei muito, mas também já ia predisposto para isso, por a temática da avaliação por portefólio, primeiro, e por e-portefólio agora, sempre me entusiasmou.
Gostei de ver a interligação que fizestes entre um e-portefólio e a aprendizagem ao longo da vida. Pessoalmente também sou da opinião de que o modo como o aluno 'arruma' a informação ao longo da leccionação vai potenciar, ou não, que ela seja recuperada e ampliada ao longo da vida. Aprender a aprender uma matéria mais importante, e mais difícil, do que ensinar umas 'coisas' para depois dizer num teste ou num trabalho e que depois se arruma no baú do esquecimento.
Realço a possibilidade de publicitar/publicar o produto da aprendizagem como um factor positivo, mas que precisa de ser regulamentado, em ordem a uma optimização das partilhas que se possam gerar.
A aprendizagem, ao ser centrada no aluno, e com os e-portefólios faz de cada aprendente responsável por si próprio, responsável pela sua aprendizagem. Isto gera, pelo menos em parte, alguma ansiedade e medos, como referis. Mas tenho a firme convicção de que um bom desenho instrucional resolverá, um bom contrato de aprendizagem, minimizam muito deste problema. Se aliarmos ainda um tutor próximo e atento, diria que é um problema ultrapassado.

Obrigado

Re: E-Portefóliospor Teresa Fernandes - Sábado, 20 Fevereiro 2010, 17:17

Boa tarde
Começo por felicitá-los pelo trabalho e pela ferramenta de publicação que nos apresentam.
Acho muito interessante as potencialidades da utilização de um portefólio em ensino, nomeadamente do e-portefólio.
A meu ver é uma técnica muito abrangente, no sentido em permite que desenvolver as capacidades de recolha, organização e selecção de informação, de partilha e de reflecção; permite integrar todo o trabalho do aluno ao longo do curso; ao estar disponível online "pode formar a base para a colaboração e interacção, comentando, revisionando e discutindo"; enquanto forma de avaliação, permite "desenvolver uma aprendizagem autónoma,independente e centrada no aluno".
Por experiência própria ao longo deste mestrado, um portefólio exige empenho; capacidade de selecção das actividades a colocar; organização dos posts de modo a que se perceba o evoluir do curso e o próprio progresso do aluno.
Teresa F

Re: E-Portefóliospor Maria de Lurdes Martins - Sábado, 20 Fevereiro 2010, 17:57

Parabéns pelo Vosso trabalho.
Gostei bastante da apresentação do pps, bem como da maneira como estruturaram as ideias fundamentais sobre as vantagens da utilização de e-portefólios, particularmente numa aprendizagem ao longo da vida. Também houve a preocupação de evidenciar que o e-portfótilo não é apenas uma nova expressão de portefólios tradicionais com um suporte digital, mas uma ferramenta essencial para a avaliação em cursos online.
Pode ter diferentes utilizações, desde o desenvolvimento, à apresentação e à avaliação, permite reformulação e utilização de diferentes ferramentas e formatos.
A apresentação destaca vantagens ao indicar a possibilidade de recolher, seleccionar, reflectir, projectar e partilhar, através da utilização de e-tecnologias e das suas enúmeras possibilidades.
O Vosso trabalho apresenta um estudo de caso centrado nos alunos e num curso centrado nos objectivos. É também de notar que algumas das conclusões apontadas se cruzam com as ideias surgidas noutros trabalhos. Os alunos evidenciam alguns contrangimentos decorrentes da necessidade de seleccionar os trabalhos a integrar nos e-portefólios, daí decorrendo alguma tensão e sobrecarga de trabalho. Assim, não será de estranhar que as actividades mais populares fossem as colaborativas, suportando uma aprendizagem que promove a acapacidade de aprender a aprender, ao longo da vida, “construindo” a independência e autonomia do aluno.
A nossa experiência neste mestrado vai ao encontro de muitas das ideias que o trabalho apresenta.
abs
Lurdes M.

Re: E-Portefóliospor Maria Leal - Domingo, 21 Fevereiro 2010, 11:43

Olá a todos
Queria começar por agradecer o vosso retorno ao nosso trabalho, em nome do grupo
sorriso
sorriso


Pessoalmente, estou um pouco como o Luís, a temática do e-portefólio sempre me entusiasmou na avaliação em e-learning.

Mas gostava de destacar nesta fase de debate uma das características apontadas pelos alunos do estudo realizado no artigo: a função integradora que esta ferramenta de avaliação tem. O facto de se pedir um novo olhar ao percurso formativo, acaba por levar os formandos a perceber o "todo". Isto é importantíssimo em cursos baseados em actividades.

Um abraço,
Maria

Re: E-Portefóliospor Mónica Velosa - Domingo, 21 Fevereiro 2010, 15:46

Olá grupo "E-portefolianos" ;)

Parabéns por todo o trabalho desenvolvido, gostei da forma como relacionaram diferentes pontos da temática aqui estudada - E-portefólios.

Esta é uma temática de grande interessante para qualquer formador/professor. Na disciplina de Tecnologias da Informação e Comunicação, disciplina leccionada por mim na minha escola, faço sempre questão de desenvolver com os meus alunos um E-portefólios, com todo o trabalho e reflexões, desenvolvidos pelos alunos.

Um E-portefólios é visto por mim como um meio adequado para o processo de avaliação final, de toda a turma, em que os objectivos de aprendizagem são a base esse E-portefólios. Com a utilização deste tipo de actividade o aluno acaba por identificar e seleccionar informação; a sua auto-confiança para tomar decisões; autonomia na sua aprendizagem; afirmação do que aprendem ao longo das aulas;

Um e-portfólio é então a construção da independência, por parte do aluno, e capacidade de aprender a aprender, que são componentes necessárias para a aprendizagem ao longo da vida.

Mónica Velosa

Re: E-Portefóliospor José Carlos Figueiredo - Domingo, 21 Fevereiro 2010, 16:44

Olá
sorriso
sorriso


Parabéns pela vossa apresentação e pela forma que estruturaram as ideias chave.

A temática dos e-portfólios, é cada vez mais importante, não só para o EaD, como também para o ensino presencial, veja-se o exemplo da Mónica. Devo referir, que também eu utilizo com os meus alunos de Área de Projecto do 8º ano, o REPE (repositório de e-portfólios educativos).

Voltando à apresentação, não poderia deixar de destacar uma pequena parte, que considero extremamente importante, "Ao estar disponível electronicamente, os e-portfolios podem formar a base para a colaboração e interacção, comentando, re-visionando e discutindo.", de facto isto vem de encontro à transparência e cooperação de tanto temos falado na UC de PPEL.

José Carlos

orum / e-portfólio / avaliaçãopor Rosalina Simão Nunes - Segunda, 22 Fevereiro 2010, 04:36

Alô
sorriso
sorriso


Nesta que tem sido a minha odisseia nocturna de hoje , faltava apenas, para concluir o périplo pelos três trabalhos apresentados, esta última paragem. Começo a ficar já cansada, por isso, provavelmente, serei mais breve que nas anteriores participações, aqui e aqui.

Bom, de qualquer forma, vou tentar manter o fio condutor, deixando, no final, para discussão, uma questão.

Tendo começado pela leitura do texto sobre avaliação online, passei para a apresentação do e-portefólio afirmando que, de certa forma, essa apresentação materializava, ou melhor, desenvolvia, um dos processos apresentados no primeiro texto como sendo uma possibilidade de poder avaliar as aprendizagens de forma contínua e qualitativa.

No final da minha participação aqui, destaco o facto de, nas conclusões do estudo, se afirmar que o e-portefólio é considerado o meio adequado para o processo de avaliação final de um curso em que os objectos de aprendizagem sejam a base do curso.

A questão que, entretanto, me surgiu foi: e se o curso tiver como base a discussão em Fóruns? Não poderá o e-portfólio funcionar, também, como
meio adequado para o processo de avaliação final do curso?

Até já

R.

Re: Forum / e-portfólio / avaliaçãopor Teresa Rafael - Terça, 23 Fevereiro 2010, 00:32

OLá Rosalina

Como e-portefoliana, sinto-me na obrigação de tentar responder ( porque só poderá ser uma tentativa).

e se o curso tiver como base a discussão em Fóruns? Não poderá o e-portfólio funcionar, também, como meio adequado para o processo de avaliação final do curso?

E porque não?

Quantas vezes pegámos nas nossas intervenções assíncronas e, por lhe acharmos alguma qualidade e pertinência as transportámos para "fora" mais alargados como por exemplo os nossos blogues pessoais. Quantas vezes não pegámos em algumas dessas intervenções, pesquisámos mais um pouco e as transformámos em Learning Objects? Não será isso algo que acrescentaremos ao nosso percurso de aprendizagem, algo que o enriquecerá e que mostrará aos "outros" o que fizemos e do que somos capazes?....não fará isso parte do nosso " portefólio-vitae" especialmente reportado a esta época/ etapa?
E caso sejamos formadores/ professores, não será o portefólio um exemplo do que pedagogicamente se pode fazer? E se a qualidade deste for menor do que a pretendida não constituirá ele um exemplo a trabalhar com vista a optimizar resultados e a revelar práticas que devem ser descontinuadas porque ineficazes ou negativas naquele contexto especifico?
O portefólio não é, decerto a "panaceia para todos os males". Não deixa porém de ser um óptimo instrumento/ferramenta pleno/a de potencialidades a serem utilizados com parcimónia e adequação q.b.


E-Portefólios / objectos de aprendizagem por Rosalina Simão Nunes - Segunda, 22 Fevereiro 2010, 03:33



Boa noite
sorriso
sorriso

Lidos os nossos trabalhos, debati-me sobre a forma como deveria participar na discussão. Sendo o objectivo discutir sobre as modalidades/estratégias, instrumentos e actividades que têm vindo a emergir na literatura sobre avaliação das aprendizagens em contextos de educação/formação online, e sendo o produto do nosso trabalho a análise, precisamente, de alguma da literatura, inicialmente, achei que deveria fazer uma texto onde apresentasse a minha leitura dos três trabalhos.

Entretanto, na discussão do trabalho do grupo do José Carlos, Mónica, Paulo e Sandra, houve um aspecto que me chamou a atenção e decidi rever a minha estratégia de participação.
Revi os powerpoints e encontrei um elo de ligação entre o Vosso trabalho e o do grupo antes mencionado.


Na última parte do trabalho do grupo já referido, faz-se a seguinte afirmação:

A avaliação com o uso da Web é mais flexível e adaptável e permite a avaliação contínua.

De seguida, são apresentados os e-portfólios que, segundo Kendle e Northhcote (2000), são projectos onde se combinam a avaliação qualitativa e quantitativa, constando-se o progresso dos alunos. E é aqui que entra, na minha óptica, a Vossa apresentação.

De acordo com o que percebi da leitura que fiz do Vosso powerpoint, o mesmo está estruturado em duas partes. Numa primeira parte, apresentando o e-portfólio como ferramenta de avaliação de cursos online, recorrendo a várias referências e imagens, definem e-portfólio, apresentam a sua estrutura, enquanto e-portfólio educacional, descrevem o uso e as vantagens, destacando os aspectos do uso multimédia.

Numa segunda parte, apresentam os resultados dum estudo de caso. E, neste ponto, destaco a opinião de um dos alunos que registaram no Vosso powerpoint:


O e-portfólio foi um grande passo em prol da afirmação do que havíamos aprendido - reuniu alguns dos trabalhos que tínhamos feito durante o curso e obrigou-nos a reflectir e a ligar os objectos de aprendizagem.

Essa opinião faz eco, quanto a mim, de uma das referências que podemos encontrar no slide 10:


A premissa básica da aprendizagem através do portfólio é a de que a reflexão ao longo do tempo aumenta a capacidade de dar sentido à experiência concreta. A aquisição de competências vem através da reflexão sobre as actividades e produtos que o aluno experimenta e gera num contexto social. (Cambridge & Cambridge, 2003)

E fazendo de novo a ligação com o trabalho do José Carlos, Mónica, Paulo e Sandra, parece-me, pelo resultado da análise do Vosso Estudo de caso que o portfólio potencia ser uma ferramenta para a concretização de uma avaliação contínua e qualitativa como aquela que se pretende seja a avaliação com o recurso às tecnologias e, em particular, à Web (uide
CAEL, slide final - Conclusões). A terminar, resta-me apenas sublinhar, também, uma das conclusões do Estudo que analisaram: o facto do e-portefólio ser considerado o meio adequado para o processo de avaliação final de um curso em que os objectos de aprendizagem sejam a base do curso.

E lá fiz outra participação extensa.
Desculpem.


R.



Recursos de Aprendizagem

CATHERINE, McLoughlin; LUCA, Joe (2001) Quality in online delivery: What does it Mean for assessment in E-learning Environments? ASCILITE 2001 Conference proceedings.
http://ascilite.org.au/conferences/melbourne01/pdf/papers/mcloughlinc2.pdf

HAMMOND, Michael (2005) “A review of recent papers on online discussion in teaching and learning in higher education” Journal of Asynchronous Learning Networks. http://www.sloan-c.org/jaln/pdfs/v9n3_hammond.pdf

MASON, Robin; PEGLER, Chris & WELLER Martin (2004) "E-Portfolios: an assessment tool for online courses" British Journal of Educational Technology, Vol 35 Nº6 (717-727)
http://www.sarasotaintranet.usf.edu/ir/Documents/DistanceLearning/mason.pdf
VONDERWELL, Selma.; LIANG, Xin & ALDERMAN, Kay (2007) "Asynchronous Discussions and assessment in Online Learning" Journal of Research on Technology in Education; Spring 2007; 39, 3; ProQuest Education Journals, pg. 309
http://eric.ed.gov/ERICDocs/data/ericdocs2sql/content_storage_01/0000019b/80/2b/60/df.pdf